lunes, 31 de agosto de 2015

1990 - OLHOS NEGROS



Música: Johnny Alf
Letra: Ronaldo Bastos 
1990

Olhos negros
Negros são os breus se não são meus ao meu olhar
Olhos negros
Por não serem meus serão do mar
Mares negros
Mares negros
Eu te mergulhei por serem bons de navegar
Barcos negros
Velas, ventos, naus a me levar
Olhos negros
Diz quem é você
Não me negue assim
Guarda para mim um negro olhar
Tardes de verão
Noites do sem fim
Ardes para mim negro lunar
Olhos negros
Juro que eu sonhei quando me encontrasse em entregar
Luzes negras são como faróis a me guiar
Na luz negra do mar



 


 

 
1990 - JOHNNY ALF
Participación Especial: CAETANO VELOSO 
4614 1854 / 3:45
Álbum “Olhos negros” [Johnny Alf e convidados]
RCA LP 140.0064, B-1.
RCA CD 10.083, Track 6.




domingo, 30 de agosto de 2015

2007 - AMOR MAIS QUE DISCRETO




“Preciso dizer nos shows que a letra é gay. A palavra gay surgiu nos Estados Unidos para explicar alegria. Infelizmente, hoje a palavra chegou com esse ego malévolo. Não sei se é certo a pessoa ser gay ou não. Só sei que é uma possibilidade”. (Caetano Veloso, Rio de Janeiro, 11/9/2007)


Caetano compôs esta delicada música durante os ensaios para a turnê de "Cê", que estreou no Academia Music Hall de Brasília em 18 de novembro de 2006. 
É inspirada em Ilusão à toa (1961), de Johnny Alf (Alfredo José da Silva, compositor, cantor e pianista brasileiro - RJ, 19/5/1929 - SP, 4/3/2010)






Coletiva em torno do lançamento do novo album Multishow ao Vivo - 'Cê',  no bar Parada da Lapa, na Lapa, no Rio. (11/9/2007)

“Acho que ninguém notou que Amor mais que discreto era gay. Eu precisei dizer que a música era gay, eu que chamo atenção para esse tipo de coisa. Em redutos fechados, as pessoas captam mais as letras, mas em outros lugares nem sabem o que a gente tá cantando, ficam falando entre si, vão buscar cerveja...”


Letra y música: Caetano Veloso
© 2006 UNS Prod. (Natasha Edições) 

Talvez haja entre nós o mais total interdito
Mas você é bonito o bastante
Complexo o bastante
Bom o bastante
Pra tornar-se ao menos por um instante
O amante do amante
Que antes de te conhecer
Eu não cheguei a ser

Eu sou um velho
Mas somos dois meninos
Nossos destinos são mutuamente interessantes
Um instante, alguns instantes
O grande espelho
E aí a minha vida ia fazer mais sentido
E a sua talvez mais que a minha,
Talvez bem mais que a minha
Os livros, filmes, filhos ganhariam colorido
Se um dia afinal
eu chegasse a ver que você vinha
E isso é tanto que pinta no meu canto
Mas pode dispensar a fantasia
O sonho em branco e preto
Amor mais que discreto
Que é já uma alegria
Até mesmo sem ter o seu passado, seu tempo
O seu antes, seu agora, seu depois
Sem ser remotamente
Sequer imaginado
Por qualquer de nós dois







 

 

 

 

 
2007 – CAETANO VELOSO 
Álbum “Cê ao vivo” 
Gravado em 12 de junho de 2007 na Fundição Progresso, Rio de Janeiro (RJ). 
Universal Music CD 60251737304, Track 8. | DVD 60251737308, Track 9.




2015 – FILIPE CATTO 
Álbum “Tomada”
Universal Music / Natura Musical CD, Track 7.